Volta às aulas em SC :Em plena 2 onda de covid19

 Volta às aulas em SC :Em plena 2 onda de covid19.


Escola estadual e unidades privadas retomam atividades presenciais


Escola em Botuverá foi a única estadual a receber estudantes para apoio pedagógico. Unidades privadas no Vale do Itajaí e em Chapecó tiveram retorno nesta segunda-feira.


Ao longo do mês de outubro, Santa Catarina contabilizou uma média de mil novos casos de Covid-19 por dia. Em contrapartida, houve a flexibilização de medidas restritivas que envolvem, por exemplo, a volta às aulas, o transporte intermunicipal e os eventos sociais.


Volta às aulas em SC Em plena 2 onda de covid19


Na avaliação da professora Eleonora D’Orsi, que atua no Departamento de Saúde Pública da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).


O retorno das atividades gerou, naturalmente, um maior fluxo de pessoas nas ruas. No entanto, a professora Eleonora destaca que a flexibilização deveria vir acompanhada de três fatores:


1- Colaboração da população em utilizar máscara, manter distanciamento social, higiene das mãos e etiqueta da tosse;


2- Funcionamento da gestão pública que tem o poder de formular os decretos que permitem reaberturas ou fechamentos de serviços;


3- Adequação dos serviços de saúde, que precisam estar equipados pelas prefeituras com mais profissionais para dar conta do eventual aumento de casos.


Uma escola de Botuverá, no Vale do Itajaí, foi a primeira da rede pública estadual a retomar atividades presenciais durante a pandemia. 


Nesta segunda-feira (26), a Escola de Educação Básica Padre João Stolte recebeu duas turmas de estudantes do segundo e do terceiro ano do ensino médio que participaram de apoio pedagógico. As atividades remotas na rede estadual continuam.


Na rede privada de ensino, escolas particulares de Blumenau, no Vale do Itajaí, e de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, reabriram nesta segunda-feira, assim como em Chapecó, no Oeste.


Os municípios fazem parte das regiões da Foz do Rio Itajaí, Alto e Médio Vale do Itajaí, e Oeste classificadas como em Alto Risco para Covid-19, conforme o mapa da matriz de risco para Covid-19 da Secretaria de Estado da Saúde.


O retorno é autorizado em unidades localizadas em regiões em risco alto ou moderado para Covid-19, conforme o monitoramento, mediante a homologação do plano de contingência da escola pelo Comitê Municipal.


De acordo com a Secretaria de Estado da Educação (SED), comitês municipais foram responsáveis por deliberar sobre os planos de cada escola da rede pública e privada a partir das regras previstas no Plano de Contingência da Educação de Santa Catarina (PlanCon), documento elaborado em conjunto por mais de 15 entidades.


As prefeituras de Blumenau e de Joinville anunciaram que devem aguardar mais alguns dias antes da retomada na rede municipal.


Nesta terça-feira (27), está prevista a reabertura das escolas EEB Max Tavares do Amaral e EEB Santos Dumont, de Blumenau. As duas são estaduais.


O cronograma determinado pela Secretaria de Educação prevê a retomada gradual das atividades presenciais até o sexto ano do ensino fundamental nas unidades estaduais.


Na rede estadual, as equipes das escolas entram em contato com os familiares dos alunos chamados para participar do Apoio Pedagógico. Segundo a SED, a escolha dos estudantes autorizados a voltar presencialmente foi feita a partir de avaliações nos Conselhos de Classe.


Veja reportagem completa do jornal G1







Postar um comentário

Deixe seu comentário (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem